Federação Catarinense de Motociclismo

VX Catarinense em Witmarsum, parte 1: nas especiais,
domínio de Zimermann, Bráz e Vini
Texto: Reportagem FCM - Fotos: Gerson Coas / FCM

Luiz Zimermann foi o mais rápido em Witmarsum nas 250cc e nas 450cc

A cidade de Witmarsum abriu o temporada 2012 do Campeonato Catarinense de Velocross. A etapa realizada no último final de semana de março, dias 24 e 25, marcou uma nova fase para o tradicional circuito que não sofria modificações significativas há mais de uma década. E nesse novo formato os vencedores foram Luiz Henrique Zimmermann (VX1 e VX2), Braz dos Santos (VX3), Leandro Matos Lemos (Força Livre Nacional), Vinicius Rosa (Estreante Especial), Marcos Roberto de Oliveira (Nacional 300cc), Ademir Kuhnen (VX3 Nacional), Eduardo Leobet (Nacional 230cc), Luciano Miranda (Nacional Estreante), Sebastião da Silva Junior (85cc) , Roberto Pereira (65cc), Carlos Augusto Gervasi (Minimotos) e Ralf Schaefer (Nacional até 150cc 4T).

As mudanças em Witmarsum

 A alteração foi na curva em descida que liga as duas retas do circuito. Basicamente, foi feita a inclusão de um “S” no final da reta oposta, ainda na parte alta do circuito objetivando reduzir a velocidade no setor. Nas últimas vezes os acidentes na entrada da reta principal estavam se tornando comuns, sobretudo nas categorias das motos nacionais, cujas suspensões não davam conta da equação velocidade versus ondulações e buracos do terreno que se formavam no decorrer das baterias.


Leandro Lemos em ação no novo segmento em "S"

Leandro Lemos analizou ainda mais longe, visto que a curva em si era feita em alta velocidade. “Parabéns para a organização e para a FCM que tiveram a coragem de fazer alterações num traçado que já era tradicional. Por estarem acostumados, muitos pilotos nem davam importância a toda aquela velocidade.  Estavam acontecendo algumas quedas no início da reta. Mas até aí tudo bem. Eu penso além, pois escapei de machucar feio no curvão da reta principal, naquela vez quando fiquei sem freio. Se aquilo tivesse acontecido nessa curva, melhor nem pensar... Antes, cada vez que eu descia, respirava fundo e agradecia por ter passado ilezo mais uma vez. Era muita velocidade. Agora ficou travado... De repente não está no formato ideal, mas a idéia é essa, mudar em favor da segurança”, resumiu Leandro com a experiência e a bagagem de dezenas de vitórias em Witmarsum e nada menos do que os três títulos das categorias que disputou em 2011.

As baterias das especiais

VX1 - Luiz Henrique Zimmermann começou em vantagem, vencendo as classes VX1 e VX2 na moral. Enquanto na VX2 ele largou na frente, na VX1 precisou superar o atual campeão Leandro, isso ainda depois de duas erradas, sendo uma queda e outra uma quase escapada da pista.  “Eu comecei muito afobado, brigando com a moto. Quando vi que ia cair, segurei a embreagem e não deixei o motor morrer. Por sorte ainda consegui voltar em segundo. Na volta sequinte, no mesmo lugar, errei de novo! O terreno estava muito liso e percebi que tinha que deixar a moto rolar, foi quando peguei velocidade e fui me aproximando do Lele. Achei que só chegaria nele no final, mas foi muito antes. Quando tive oportunidade ultrapassei”, relatou Zimermann que administrou uma segura distância nas voltas finais.


No momento da ultrapassagem: por fora Zimermann (40) tomou a liderança

Paralelamente acontecia a disputa pela terceira posição entre Luciano “Boca” de Oliveira e Milton Jonathas Hobus, e a quinta colocação entre Rafael Reis e Tiago Hort. Luciano tentou, mas ainda sem o seu tradicional ritmo de prova não conseguiu segurar Hobus. “Eu tomei tanto torrão e pedradas da 450cc dele que pensei em desistir do ataque. Mas chegou um momento que toquei para cima e consegui passar e abrir. Esse ano quero levar mais a sério e brigar pelo campeonato”, falou Hobus.


Luciano Boca manteve o que pode a terceira colocação das tentivas de Hobus (25)

Boca também saiu satisfeito com a sua prova de retorno. “Dez, para mim foi show. Um troféu desses era o que eu queria para me dar o ânimo, a vontade de acelerar forte de novo”, disse o piloto de Jaraguá do Sul que ficou afastado do campeonato desde o falecimento de sua esposa no final de 2010.


No meio da curva emparelhados, mas a 450cc do Rafael (121) falava mais alto...

Tiago também sofreu para conseguir passar o seu adversário direto. Reis estava com uma 450cc e nas retas deixava a 250cc do Tiago para trás, aliás, a única entre os ponteiros. Entretanto, depois que passou, Tiago abriu e ainda chegou a se aproximar do quarto colocado, Luciano “Boca”. E como ali ninguém é novato, chegar é uma coisa, passar é outra.


... porém Tiago (122) insistiu, passou e foi para cima do quarto colocado.

Pódio da VX1

VX2 - Zimmermann, Lemos e Volkmar Berchtold definiram logo nas voltas iniciais as suas posições no pódio, deixando a disputa dos troféus de quarto e quinto lugar para Tiago Hort e Milton Jonathas Hobus.


Largada da VX2

Zimermann, vitória mais tranquila na VX2

 “A VX2 foi mais tranquila porque peguei a pista limpa. Consegui passar na primeira volta e fui administrando. Tinham momentos que ele (Leandro) aproximava e outros que eu conseguia manter uma distancia considerável. Minha espectativa é treinar cada vez mais para melhorar no decorrer do campeonato, já que este ano pretendo correr a temporada toda” disse Zimermann. 


Volkmar já se firmou entre os tops do velocross catarinense

No pelotão intermediário da VX2, nada de folga...

Pódio da VX2

VX3 - Fabiano Waltrich largou na frente, mas a briga pela liderança ficou com João Silverio Francener, o João do Milho, e Braz dos Santos que travaram uma intensa disputa.


João (38) e Bráz (43)

Quando Braz assumiu a dianteira, abriu distância dos demais, e João do Milho manteve a segunda posição apesar de perder velocidade. Fabiano Waltrich, Luzenir Jose Cardoso e Charles Voigt  completam o pódio, na terceira, quarta e quinta posição.


Bráz: vitória dedicada ao aniversário da "chefona da equipe"

“A corrida foi bem disputada com o Fabiano e o João, mas felizmente no final consegui terminar em primeiro. Me senti preparado pois treinei para a vitória. Estou feliz, pois começar o Catarinense com o pé direito é muito importante. Agradeço a todos que prestigiaram e torceram por mim ” falou Braz dos Santos, que dedicou a vitória a sua esposa e “chefona da equipe”, que estava de aniversário no dia.


Fabiano (21) terminou em terceiro

Pódio da VX3

Estreante Especial - Vinicius Rosa largou na frente e logo abriu vantagem, deixando a briga pelas demais colocações.


Vini Rosa (97) e Jean Grandes (512)

“Eu começei bem, senti que faltou um pouco de preparo físico. Aí o segundo lugar foi se aproximando, mas consegui aumentar o ritmo e me distanciar dele. Finalizar em primeiro lugar logo na abertura do Catarinense é muito bom. Esse ano pretendo trabalhar mais para conseguir manter a posição, pois quero ser campeão do Campeonato”, declarou Vini Rosa.


Rodrigo ficou em terceiro

Jean Marlon Grandes que largou em quarto, na quinta volta já estava em segundo lugar, ultrapassando Rodrigo Girardi que finalizou em terceiro. Mais atrás, Tiago Krause consegue ultrapassar Jean Carlos Wolf na 10ª volta, assimindo a quarta posição. Wolf finaliza em sexto lugar, atrás de Jorge Alexandre Hwizdalech Filho. A disputa ainda continuou pela sétima posição entre Ricardo Alencar Butzke e Andreison Rafael Adami.


Pódio da Estreante Especial

Resultados da 1ª etapa do Catarinense de Velocross 2012 

Categoria VX1
1) 40 - Luiz Henrique Zimmermann - 18:03.717
2) 4 - Leandro Matos Lemos - 1.467
3) 25 - Milton Jonathas Hobus - 43.433
4) 41 - Luciano de Oliveira - 46.625
5) 122 - Tiago Hort - 52.005
6) 121 - Rafael Reis - 1 Volta
7) 411 - Roger Joenck - 1 Volta
8) 231 - Luzenir Jose Cardoso - 1 Volta
9) 777 - Volkmar Berchtold - 1 Volta
10) 257 - Ricardo Anacleto Suavi - 2 Voltas
11) 118 - Fernando Pacheco - 2 Voltas

Categoria VX2
1) 5 - Luiz Henrique Zimmermann - 15:37.119
2) 4 - Leandro Matos Lemos - 1.983
3) 7 - Volkmar Berchtold - 23.949
4) 122 - Tiago Hort - 27.693
5) 25 - Milton Jonathas Hobus - 39.383
6) 115 - Eduardo Leobet - 43.570
7) 41 - Roger Joenck - 48.574
8) 121 - Rafael Reis - 1 Volta
9) 257 - Ricardo Anacleto Suavi - 1 Volta
10) 2 - Elvis Augusto Schmitz - 1 Volta
11) 43 - Oscar Honorato Bueno - 1 Volta
12) 23 - Jorge Alexandre Hwizdalech Filho - 1 Volta
13) 99 - Tiago Andre Krause - 1 Volta
14) 301 - Andreison Rafael Adami - 1 Volta
15) 21 - Ricardo Alencar Butzke - 1 Volta

Categoria VX3
1) 43 - Braz dos Santos - 12:36.506
2) 38 - Joao Silverio Francener - 22.922
3) 21 - Fabiano Waltrich - 26.132
4) 231 - Luzenir Jose Cardoso - 30.467
5) 246 - Charles Voigt - 36.457
6) 11 - Alexandro Medeiros - 44.082
7) 221 - Claudir Heil - 51.445
8) 29 - Marcio Eduardo Mielke - 1 Volta
9) 8 - Maurecir Mafra - 2 Voltas
10) 77 - Cesar Mafra - 4 Voltas
11) 5 - Ademir Kuhnen - 6 Voltas

Categoria Estrente Especial
1) 97 - Vinicius Rosa - 11:51.821
2) 512 - Jean Marlon Grandes - 13.777
3) 18 - Rodrigo Lucio Girardi - 24.578
4) 99 - Tiago Andre Krause - 27.056
5) 23 - Jorge Alexandre Hwizdalech Filho - 27.461
6) 5 - Jean Carlos Wolff - 35.277
7) 21 - Ricardo Alencar Butzke - 46.263
8) 301 - Andreison Rafael Adami - 48.423
9) 16 - Vinicius Doege Fronza - 52.204
10) 411 - Gilmar Dias - 1 Volta

Apoio:

FCM

Federação Catarinense de Motociclismo

Rua Comandante José Ricardo Nunes, 79
Capoeiras - Florianópolis - SC - 88070-220
Fone: (48) 3248-1950 Fax: 3348-8681
Email: fcm.sec@gmail.com

2001-2015 Todos os direitos reservados - Proibida reprodução do conteúdo sem autorização.