Federação Catarinense de Motociclismo

Segunda etapa do Catarinense de Velocross
aconteceu em Papanduva
Texto: Bruna Wagner - Assessoria FCM - Fotos: Racecross.com

 A segunda etapa do Catarinense de Velocross aconteceu na cidade Papanduva, no último final de semana (18 e 19). As provas foram realizadas na  pista do Terra Moto Clube, que é considerada a mais tradicional do campeonato, sendo o motódromo mais antigo em atividade recebendo pilotos desde o ano 2000.

Mesmo com previsão de chuva, a etapa recebeu um grande número de pilotos. “O nosso evento foi cheio de expectativas por causa das possibilidades de chuva durante as provas. Os pilotos gostaram muito das baterias, e com a mudança realizada pela organização na pista, o circuito ficou mais seguro, sem acidentes durante o evento”, relata Ádio Junior, organizador do evento.

Para Edenilson Batista, vencedor da Força Livre Nacional e terceiro colocado na VX1, o final de semana foi muito bom nas categorias em que competiu. “Larguei em primeiro na Força Livre conseguindo vencer a bateria de ponta a ponta. Na VX1 larguei em sétimo, buscando a primeira colocação, mas por uma pedrada que levei na lente, acabei ficando em terceiro lugar e dei a volta mais rápida do final de semana”, conta.


Edenilson Batista

 

Bruno Hodecker, realizou uma ótima largada e conseguiu vencer de ponta ponta na Intermediária Especial, conseguindo recuperar posições no campeonato. O campeão da 230cc Pro, Jean Grosskopf não fez uma boa largada, mas recuperou posições durante a prova. “Essa pista é a que eu mais gosto e São Pedro nos ajudou dessa vez, após três provas que participei com chuva, apesar de andar bem no barro é melhor competir em pista seca. Acabei não largando bem, mas fui recuperando posições até alcançar o primeiro lugar. Agora é torcer para que eu consiga continuar indo bem no campeonato e mantenha uma boa posição na classificação geral”, expressa.


Bruno Hodecker

Jean Grosskopf

 

Na VX1, o campeão foi Luiz Zimmermann, que também não teve uma boa largada, saindo em quarto lugar. “Com a chuva um pouco antes da prova, as primeiras voltas fui com um pouco de cautela, alcançando o segundo lugar e posteriormente a primeira colocação”, diz.


Luiz Zimmermann

 

Lucas Gadotti foi campeão na VX2, mantendo a boa classificação no campeonato. “A prova foi muito boa, consegui largar na frente, mantendo o mesmo ritmo de prova e tentando não errar, pois o piloto em segundo lugar estava muito próximo. Assim consegui realizar uma boa prova, me mantendo bem na classificação geral do campeonato”, finaliza.


Lucas Gadotti

 

Juliano Hans,também venceu de ponta a ponta na Intermediária Nacional, terminando a segunda etapa do campeonato como líder da categoria, com 42 pontos. Na VX4 Nacional, João Francener (João do Milho), venceu a prova em seu retorno ao Catarinense, com Alexandro Medeiro na segunda colocação, mas mantendo a liderança no campeonato.

Na VX3, o piloto Leandro Lemos, venceu de ponta a ponta a prova com Fabiano Barg em segundo, repetindo o resultado de São Bento do Sul. Lemos abriu seis pontos de vantagem no campeonato. Na VX4, Braz dos Santos não fez uma boa largada, mas já na primeira volta assumiu a liderança da categoria com Alexandro Medeiros em segundo. Os dois pilotos estão empatados na liderança com 47 pontos.


Leandro Matos

 

Alex Pains largou em quarto na VX3 Nacional, assumindo logo na primeira volta a primeira colocação, com Denis Bittencourt em segundo. Pains está invicto no campeonato com 50 pontos. Na categoria Nacional 230cc Standard, o vencedor foi Alexsandro da Silva que largou em segundo, mas em uma bela ultrapassagem logo após completar a sétima volta assumiu a liderança.

O vencedor da Junior foi o atual campeão da categoria, Anthonny Gervasio, que manteve a liderança de ponta a ponta na bateria. Gabriel Mielke manteve a liderança na prova desde a largada a bandeirada final, conquistando a segunda vitória na temporada, na 65cc.


Anthonny Gervasio

 

Na mini motos, Victor Pereira largou bem, mas na segunda volta perdeu a posição para Mateus Bonetti, que liderou até a quarta volta quando teve que  abandonar por problemas em sua moto. Pereira assumiu a liderança e somou mais 25 pontos no campeonato.


Victor Pereira

 

A segunda etapa do Campeonato Brasileiro e terceira etapa do Catarinense de Velocross serão realizadas na cidade de Canoinhas, nos dias 08 e 09 de abril. O evento acontecerá no Parque de Exposições Ouro Verde. Inscrições disponíveis no site.

O campeonato Catarinense de Velocross são patrocinados por Rinaldi, Grupo Geração, Destak Transportes, Blade Energy Drink e Motos Neno. 

Apoio:

FCM

Federação Catarinense de Motociclismo

Rua Comandante José Ricardo Nunes, 79
Capoeiras - Florianópolis - SC - 88070-220
Fone: (48) 3248-1950 Fax: 3348-8681
Email: fcm.sec@gmail.com

2001-2015 Todos os direitos reservados - Proibida reprodução do conteúdo sem autorização.