Federação Catarinense de Motociclismo

Pilotos catarinenses participam da etapa
de abertura do Brasileiro de Motocross
Texto: Divulgação / Reportagem FCM - Fotos: Divulgação - CBM

 

A primeira etapa do Campeonato Brasileiro de Motocross aconteceu nos dias 03 e 04, em Cornélio Procópio/PR e contou com a presença de pilotos catarinenses, que alcançaram boas colocações nas provas do final de semana.

As provas da MX4 e MX5, dos veteranos, largaram juntas e a disputa foi acirrada entre os pilotos. Valter Tardin largou na frente, seguido de Willian Guimarães, Milton Becker, Erivelto Nicoladelli e Rodrigo Guerreiro. Aos quatro minutos Guimarães pressionou e ultrapassou Tardin. Chumbinho aproveitou e também ultrapassou o piloto.  Não demorou muito para que o catarinense, Chumbinho, que já tem 24 títulos nacionais acelerar mais um pouco e ultrapassar Guimarães, ficando com a primeira posição nas duas categorias. Nicoladelli, também catarinense, ficou com a quarta posição.


Chumbinho

 

Na MX1, Eduardo Ferreira Lima e Jetro Salazar foram os primeiros colocados. O equatoriano Salazar largou na frente seguido de Jean Ramos e Lima. Ainda na primeira volta Lima passou Ramos, foi para cima de Salazar e conseguiu a ponta. Ramos caiu na primeira volta e perdeu algumas posições, terminando em décimo. A categoria não teve um campeão, pois após uma reunião técnica entre diretoria de prova e pilotos, a segunda bateria foi adiada para a etapa de Campo Grande. O motivo foi uma medida de segurança para os próprios pilotos, por conta do sol já estar “baixo” e prejudicar a visibilidade.

A MX3 também teve catarinense no pódio, o piloto Jhonatan Batista largou na segunda posição e chegou a assumir a liderança da prova com a queda de Daniel Pessanha, porém Willian Guimarães imprimiu um ritmo forte e as 13min. de prova conseguiu assumir a liderança. O resultado final da prova ficou assim Guimarães,  Pessanha, Batista. Gustavo Pessoa foi o campeão das duas baterias da MX2, vencendo as provas de ponta a ponta e com grande vantagem sobre os demais pilotos. Na MX2 Junior, o destaque foi Léo Nunes, que ficou em segundo na primeira bateria e em primeiro na segunda.

Na MXF, as cinco primeiras colocadas foram Maiara Basso, Marcely Cazadini, Lays Cazadini, Victoria Lino e Mana Fernanda Ortiz. Tallys Nathan, foi o campeão da 230cc, seguido de Gabriel Montagner, Vinícius Muniz, Ismael da Costa e José Ronaldo Dutra.

Bruno Schmit realizou uma boa prova e se manteve com o primeira colocação na Junior. O pódio da categoria foi formado Schmit, Keven Willian, Joaquim Neto, João Pedro de Freitas e Rodolfo Bicalho.

Na 65cc, o piloto Rafael Becker saiu vitorioso na disputa. O piloto catarinense explicou em entrevista a Confederação Brasileira de Motociclismo (CBM),  que se propôs a imprimir um ritmo forte na primeira metade da prova para que pudesse administrar o resultado na reta final. O piloto catarinense exaltou o nível de dificuldade da pista de Cornélio Procópio. "A passagem nas canaletas estava difícil e alguns buracos também dificultaram. Depois que abri uma vantagem, diminui o ritmo para não errar, até porque tiveram duas quedas na prova", disse. Esta foi sua primeira vitória na categoria. Outro destaque catarinense foi Gabriel Mielke que conquistou a quarta posição no final de semana.


Rafael Becker

A 50cc teve como primeiros colocados Felipe Marques, Matheus Lemes e Lucas da Silva.

A segunda etapa do Brasileiro de Motocross acontece juntamente com a terceira etapa do Catarinense em São José, nos dias 29 e 30 de julho. 

Apoio:

FCM

Federação Catarinense de Motociclismo

Rua Comandante José Ricardo Nunes, 79
Capoeiras - Florianópolis - SC - 88070-220
Fone: (48) 3248-1950 Fax: 3348-8681
Email: fcm.sec@gmail.com

2001-2015 Todos os direitos reservados - Proibida reprodução do conteúdo sem autorização.