Federação Catarinense de Motociclismo

Catarinense de Motocross chega ao fim em
uma das pistas mais bonitas do país
Texto: Bruna Wagner - Assessoria FCM - Fotos: Racecross.com

 

 A temporada de 2017 do Catarinense de Motocross chegou ao fim neste final de semana (02 e 03), em Rancho Queimado. A pista do Motódromo Pedro Coelho foi inaugurada com essa grande festa do motociclismo do Estado e foi muito elogiada pelos pilotos e público presente.

Com o traçado de mais de dois mil metros, que usa a inclinação natural do terreno, com saltos variados que mesclam com trechos de alta e terreno sinuoso, a pista chamou atenção por agora ser uma das mais belas do país, com grandes chances de receber provas a nível nacional.  

      O presidente da Federação Catarinense de Motociclismo (FCM), Marisérgio Kons, elogiou a iniciativa da família Coelho ao construir a pista. “Tenho que parabenizar a família por não medir esforços em transformar este terreno que não tinha nada em uma pista como a que os pilotos estiveram correndo neste final de semana. Nós da FCM, agradecemos a parceria e por nos proporcionarem inaugurar esta pista, com a final do nosso campeonato. Tenho que agradecer e parabenizar também a equipe guerreira da Federação, que realizou todos os eventos programados do ano com sucesso”, relata.

Baterias de domingo definiram os campeões estaduais


      Na principal categoria do campeonato, a MX1, Jetro Salazar venceu as duas baterias e confirmou o título estadual. Lucas Dunka, que é companheiro de equipe de Salazar, andou bem próximo ao piloto nas duas baterias e finalizou com a segunda posição, e vice-campeonato.


Jetro Salazar

 

Na MX2, Fábio dos Santos dominou a prova e venceu de ponta a ponta. Vanderlei Junior, fez uma largada mediana e se recuperando ao longo das voltas conquistou o segundo lugar, seguido de Leonardo Souza e Leonardo Nunes. Na classificação final, Venicio Voigt conquistou o campeonato, com Nunes em segundo.


Fábio Santos

 

Entre os veteranos, Milton Becker dominou as provas da MX3 e MX4, confirmando o título nas duas categorias. “Participo de provas em Santa Catarina há muitos anos e fazia tempo que não se montava uma estrutura especialmente para o motociclismo como em Rancho Queimado, e quem sai ganhando com isso são os atletas e o público. A pista tem um potencial muito grande de trazer uma prova a nível de brasileiro”, conta Becker. Outro destaque nas duas categorias, é Erivelto Nicoladelli, que nas provas ficou em terceiro e quarto, respectivamente e conquistou o vice-campeonato na MX4.


Milton Becker

 

Pela intermediária MX2, Gabriel Andrigo conquistou a vitória, seguido de Junior e Gabriel Gelsleister. Na classificação final, quem faturou o campeonato foi Junior e o vice é Andrigo. Na intermediaria MX1, Maicon Frena suportou a pressão imposta por Markolf Berchtold, para vencer e confirmar o título na categoria.


Gabriel Andrigo

 

Andrigo também foi destaque ao logo do ano, e faturou a prova e campeonato na Junior. Na bateria o segundo colocado foi Gabriel Mielke, mas o vice-campeonato foi de Olivio dos Santos.  Na 55cc, Angelo Gonçalves largou em primeiro, com Eduardo Mielke em segundo. Na segunda volta, os pilotos caíram e Mielke se recuperou mais rápido saindo na frente. Ao longo das voltas, os pilotos caíram novamente e diputaram a vitória na curva da última volta, com Gonçalves terminando a prova em primeiro, levando o título estadual. 


Angelo Gonçalves

 

Na 65cc, apenas quatro pilotos participaram da prova e alguns tombos ao longo das voltas e disputas entre pilotos, definiram o campeonato. Rafael Becker e Ivo Konell disputaram a primeira posição e o título durante a prova, mas na penúltima volta Konell caiu e sem tempo hábil para se recuperar, acabou na última posição. Assim, Becker foi o campeão não só da bateria, mas também do Estado, tendo como vice Konell. Na prova, o segundo foi Gabriel Mielke, que terminou em terceiro lugar geral no campeonato. 


Rafael Becker

 

Pela Nacional, apenas Admilton Farias e Maurício de Abreu correram, e Farias consquistou o título catarinense com a primeira posição na bateria.

A classificação completa e resultados das provas pode ser conferida aqui.

O Campeonato Catarinense de Motocross é patrocinado por Rinaldi e Grupo Geração.


Pista Motódromo Pedro Coelho

 

 


Pista Motódromo Pedro Coelho

 

 

 

Apoio:

FCM

Federação Catarinense de Motociclismo

Rua Comandante José Ricardo Nunes, 79
Capoeiras - Florianópolis - SC - 88070-220
Fone: (48) 3248-1950 Fax: 3348-8681
Email: fcm.sec@gmail.com

2001-2015 Todos os direitos reservados - Proibida reprodução do conteúdo sem autorização.